Metodologias Ativas II

 

Aprendizagem significativa pelo desenvolvimento do interesse.

 

Para professores e gestores da educação e educação em saúde que, preferencialmente, já entenderam o conceito de metodologias ativas e, acreditam que a prática docente pode ser cada vez melhor na direção de uma aprendizagem para tod@s os estudantes devidamente engajados. (SE VOCÊ PREFERE ENTENDER MELHOR O CONCEITO DE METODOLOGIAS ATIVAS CLIQUE AQUI E MATRICULE-SE NO CURSO METODOLOGIAS ATIVAS I - NA PRÁTICA DOCENTE).
 

Modalidade - semipresencial, ou seja, parte presencial e parte à distância. A parte à distância é feita pelo Google for Education (Google Sala de Aula).

 

 

Com certificação de 40h.

 

O que você vai aprender fazendo?

 

 

    1- Colocar em prática os conceitos da aprendizagem significativa de Ausubel;
    2- Colocar em prática os conceitos da aprendizagem colaborativa baseada da Teoria sociocultural de Vygotsky;
    3- Planejar uma atividade formativa utilizando a Metodologia Ativa da Simulação;
    4- Colocar em prática a Metodologia Ativa da Simulação por meio de um óculos de realidade virtual que você mesmo constrói a um custo baixo;
    5- Lançar mão de QR CODEs para apoiar aprendizagens;
    6- Criar um mural digital colaborativo utilizando o PADLET e apoiar a metodologia ativa da aprendizagem baseada em interesse;
    7- Criar e aplicar atividades de aprendizagem interativas utilizando o NEARPOD;
    8- Fomentar a construção colaborativa de textos interativos utilizando o DOCS.
    9- Construir mapas conceituais para apoiar a aprendizagem significativa;
    10- Planejar uma atividade de aprendizagem utilizando o conceito de transdisciplinaridade com o intuito de dar ainda mais significado aos conteúdos a serem estudados.

 

 

Durante o curso serão abordadas as seguintes metodologias/teorias na prática:

 

1. Aprendizagem significativa;

2. Aprendizagem colaborativa;

3. Metodologia da simulação.

 

 

Significar e interessar são dois verbos que nortearão nossas aprendizagens apoiadas por David Ausubel, Edgar Morin, Lev Vygotsky, Pierre Lévy, Paulo Freire, Boaventura de Sousa Santos, dentre outros. 

Vivenciaremos na prática o pensamento e as teorias desses grandes pensadores da educação.

 

 

Que tal melhorar ainda mais as relações de aprendizagem com seus estudantes?

     

Inscreva-se agora mesmo em uma das turmas disponíveis do curso Metodologias Ativas II - aprendizagem significativa pelo desenvolvimento do interesse.

 

 

Se interessou? Clique aqui e veja as turmas com inscrições abertas!!

 

 

 

Público alvo

 

Professores de todas as áreas, níveis e modalidades de ensino, preceptores, instrutores, estudantes de licenciaturas, diretores, coordenadores, orientadores e demais profissionais que exerçam atividades educativas formais ou não formais e que desejam aplicar, com a ajuda de recursos digitais simples e considerando a sua realidade e especificidade escolar/universitária, a aprendizagem significativa, colaborativa e a metodologia da simulação.

 

Com certificação de 40h.

 

 

Dúvidas e ou demais informações: WhatsApp (24) 98818-0169.

 

 

 

Se interessou? Clique aqui e veja as turmas com inscrições abertas!!

 

 

 

Algumas referências utilizadas no curso:

 

AUSUBEL, D. Aprendizagem significativa. Madrid: Dykinson, 2000. ALONSO, C. M.; GALLEGO, D. J.; HONEY, P. Los estilos de aprendizaje: procedimientos de diagnóstico y mejora. Madrid: Mensajero, 2002.BACICH, Lilian; NETO, Adolfo Tanzi; DE MELLO TREVISANI, Fernando. Ensino híbrido: personalização e tecnologia na educação. Penso Editora, 2015. BERBEL, Neusi Aparecida Navas. As metodologias ativas e a promoção da autonomia de estudantes. Semina: Ciências Sociais e Humanas, v. 32, n. 1, p. 25-40, 2011. CAVELLUCCI, L.C. B. Estilos de Aprendizagem: em busca das diferenças individuais. Curso de Especialização em Instrucional Design, 2005.Site Educacional.GARDNER, Howard. Estruturas da mente: a Teoria das Múltiplas Inteligências. Porto Alegre: Artes Médicas, 1994. Publicado originalmente em inglês com o título: The frams of the mind: the Theory of Multiple Intelligences, em 1983. ROCHA, Enilton Ferreira. Metodologias Ativas: um desafio além das quatro paredes da sala de aula. 2016. COSTA, J.G.F.; et. al. Práticas contemporâneas do ensino em saúde: reflexões sobre a implantação de um centro de simulação em uma universidade privada. Rev. Bras, Pesq. Saúde. Vitória, v. 15, n. 3, p. 85-90.2013GEMIGNANI, E. Yu Me Yut.Formação de Professores e Metodologias Ativas de Ensino-Aprendizagem: Ensinar Para a Compreensão. Revista Fronteira das Educação [online], Recife, v. 1, n. 2, 2012.